Motivo do atraso da QBM No.7, o fim do exemplar físico e os novos projetos para a QBonecas Magazine!

05/09/2016


Boa noite, gente!
Como venho recebendo muitos e-mails e mensagens nas redes sociais, resolvi me pronunciar publicamente através deste texto. Aqui vou falar um pouco sobre o atraso da QBM No. 7 , o fim do exemplar físico e projetos futuros para a QBonecas Magazine. Para quem tiver interesse, peço por gentileza, que leia atentamente até o final. O texto é longo mas é bem informativo e vai esclarecer as dúvidas e perguntas de muitos. Antes de tudo,e veja como proceder caso você queira cancelar o seu pedido e receber o reembolso.

Porque que o exemplar no.7 está demorando tanto para ser entregue?

Essa é a primeira vez que falo sobre este assunto de forma mais detalhada.
Gente, desde os primeiros exemplares da QBM eu venho passando por isso.
Eu já mudei de gráfica algumas vezes, sempre analisando a melhor data de entrega, custo e benefício.
Pra manter a revista impressa, é importante baixar o custo de produção sem comprometer a qualidade do produto.

Todas as pessoas que residem no Brasil e compram o seu exemplar pelo pagseguro, depósito em conta diretamente conosco ou com as revendedoras do Brasil, têm o seu exemplar enviado do Brasil.
Só que as revistas não são fabricadas no Brasil. O envio direto do país só é possível porque é investido um valor extra para enviar os lotes para o Brasil. Dessa forma, o cliente brasileiro tem o privilégio de adquirir a revista em seu país sem precisar de um cartão internacional e conta no Paypal para realizar a compra.

Se eu pensasse apenas em mim, em lucro, em ter menos estresse e problemas, eu disponibilizaria os exemplares apenas fora do Brasil e quem tivesse interesse, compraria diretamente do site internacional da revista. E para isso, todos teriam que pagar o valor em dólar e ainda, teriam que arcar com o alto custo do correio internacional.
Mas, pensando sempre na comunidade reborn brasileira, que é e sempre foi o público que mais me preocupo e penso quando crio um novo exemplar, eu faço um esforço para poder disponibilizar este material no Brasil pra vocês, e para que eu não saia no prejuízo, sempre tento baixar os custos.

Como vocês sabem, hoje em dia tudo é digital! As gráficas estão cada vez mais perdendo clientes, reduzindo o número de funcionários e aumentando os preços.

Para o exemplar no. 7 encontrei uma empresa que de início, parecia ser a ideal.
Antes de começar a produção, a gráfica me envia um exemplo da revista para que ela seja aprovada. Recebi, não gostei e claro, não aprovei pois não estava como eu queria.  Fiz algumas modificações, e eles não aceitaram ao menos que, fosse feito um reajuste no valor. Este rejuste era muito maior que o combinado e estava fora do orçamento da revista. 
Tive que cancelar tudo e fazer uma nova pesquisa de mercado.

Encontrei uma empresa que parece ser muito boa, com um valor dentro do orçamento e que vai manter o padrão de impressão da revista.  Porém, é uma empresa que só trabalha com marcas grandes. A QBM, embora a cada novo ano venha crescendo e ganhando um número maior de leitores, é uma empresa pequena.
Consegui fechar com eles. Porém, eu tive que aceitar o período de entrega de acordo com o calendário deles. 

Sou uma artesã, não tenho formação em jornalismo ou marketing. Nunca entrei em uma editora e nem faço idéia como funciona. A força que me moveu e move na criação da QBM é a vontade de poder, quem sabe,  levar uma mensagem positiva, compartilhar um pouco do que sei de arte reborn, valorizar artistas, entreter os colecionadores e agregar conhecimento a todos que se interessam pela arte em bonecas quase reais. E talvez, pela inexperiência, venho passando por essas questões.

Eu sei o quanto todos que compraram querem receber seus exemplares! Eu já falei algumas vezes e falo novamente, sou a maior interessada em ver cada cliente feliz!
São meses de dedicação! Muitas horas e muitos dias. Pesquiso pra saber o que a maioria quer ver na QBM, como eu posso abordar cada assunto e tutorial na revista, penso no que tenho que melhorar, tento sempre fazer o meu melhor pra agradar vocês! 
A revista não é feita de qualquer jeito! Eu me procupo muito em oferecer um material de qualidade para comunidade reborn! Eu me preocupo com cada leitor, com os meus revendedores, com os meus anunciantes, com os seguidores e colecionadores da revista.

Tudo que acontece tem um propósito. Eu sempre tento o meu melhor, e sempre procuro fazer o que está ao meu alcance. Mas existem coisas que vão além, não dependem apenas da minha vontade. Não acontecem como eu planejo! A vida é imprevisível.
Então gente, pra quem gosta de julgar sem ter conhecimento algum sobre o que realmente se passa, aqui está o meu desabafo. E se eu te decepcionei em algum momento, peço desculpas, pois não foi a minha intenção, sinto muito.

Como tenho falado em todas as minhas mensagens referente o atraso da revista, aqueles que por algum motivo não tenham mais interesse em permanecer com o seu pedido, entre em contato comigo por email : info@qbonecasmagazine.com  irei providenciar o seu reembolso e cancelar o seu pedido. Isso é tudo que eu posso oferecer neste momento. Clique aqui e veja os detalhes sobre como cancelar o pedido e receber o reembolso.
Para você que permanece interessada no exemplar no. 7, deixo aqui a minha enorme gratidão. Muito obrigada por confiar em mim e na QBM.

Como muitos sabem, eu sou uma artesã reborn. Quando eu criei a QBM, eu não tinha idéia da dimensão do projeto, eu fui direcionada a isso pelo enorme entusiasmo e vontade de oferecer algo que eu acreditava que poderia ajudar muita gente. Há 4 anos atrás, não existia uma quantidade boa de informação sobre a arte reborn para brasileiros como temos hoje! O mercado mudou muito, está mais dinâmico e rico. Hoje em dia, podemos encontrar muita coisa nas redes sociais. Sem contar a grande oferta de tutoriais em PDF, video-aulas no youtube e em outras plataformas.

Bom, como tudo na vida, temos que passar pelas situações para aprender algo e nos aperfeiçoar. A cada novo exemplar a revista foi crescendo, conquistando um número maior de leitores e tomando uma proporção maior do que eu esperava alcançar.

Com o crescimento, as responsabilidades foram aumentando. Chegou um momento que me vi trabalhando 18-20 horas por dia. Sem descanso, sem férias, sem final de semana, sem cuidar da minha saúde, família, ter vida social  e por ai vai. E mais, o que eu mais amava fazer, que são as bonecas reborn, eu não tinha mais tempo.

Um projeto de uma revista física, precisa de uma pessoa que possa dedicar 100% do seu tempo. Apesar de gostar de fazer a QBM, isso não é a única coisa que pretendo fazer em minha vida.
Eu sou uma pessoa movida pela vontade e emoção. Eu não gosto de nada que me obrigue ou me prenda. Eu gosto de criar, de ter liberdade artística, de explorar a minha criatividade em diversas coisas.
Além de amar pintar bonecas reborn,  descobri que me encanta a arte de esculpir. Três meses atrás, tentei fazer algo em apenas dois dias , pois eram os dias que eu tinha livre, e tive que parar por não ter tempo pra me dedicar. Tenho um bebê de silicone pra fazer, preciso de tempo pra me dedicar a ele. Adoro pintar tecidos, telas, bonecas de pano, amo qualquer que seja a forma de artesanato e quero explorar este meu lado também.  Pra mim o artesanato é uma terapia. É algo que flui, é a forma de nos expressar neste mundo que vivemos. Eu preciso disso pra me manter bem, feliz e saudável.

Então gente, chegou o momento em que parei, pensei e coloquei na balança. 
Eu tenho um carinho enorme pela QBM, ela é como se fosse uma filha, meu bebê! Mas, a necessidade que tenho em criar com as mãos, fazer arte, artesanato, é maior.

A criação de uma revista física requer muito tempo e dedicação. Então, por tudo isso que relato neste texto: questões com gráficas, desejos pessoais e ainda, o avanço do mercado digital, a necessidade de informação rápida etc, decidi que o exemplar no. 7 será o último exemplar físico da Qbonecas Magazine.

Então, por favor, entendam que, apesar do atraso do exemplar no. 7, a revista não está cancelada. A revista está pronta desde o seu lançamento. Pretendo e espero que ela seja entregue ainda este ano de 2016.

A Qbonecas Magazine deve continuar, so que será de uma forma diferente. 
Nos próximos anos, pretendo manter o projeto, mas com um formato diferente do que vocês já conhecem. 
Como este blog tem uma visualização alta, procuro sempre anunciar aqui todas as notícias referente a QBM. Qualquer novidade, volto aqui para informar vocês!

A melhor forma de falar comigo e ter um retorno rápido, é através do e-mail da revista. info@qbonecasmagazine.com
Qualquer dúvida ou pergunta, podem me escrever.
E mais uma vez, quem quiser cancelar o pedido do exemplar 7, entre em contato comigo por e-mail. O pedido será cancelado e você irá receber o reembolso do valor pago.

E para aqueles que decidirem continuar aguardando, mais uma vez, muito obrigada pela confiança e pelo carinho.

Obrigada pela sua atenção e por ter lido este texto até o final. 

Att.

Viviane Aleluia

8 comentários :

  1. como ja disse, confio em vc de olhos fechadoss!

    ResponderExcluir
  2. Olá Denise, muito obrigada pela confiança e pela força! Bjs ;-)

    ResponderExcluir
  3. OI VIVI, você sabe, desde a primeira edição da QBM, me apaixonei, fui notícia na terceira edição e continuo sim na espera pela edição n° 7, com tristeza de saber que será a última, mas sempre postando CONFIANÇAS A VOCÊ!!!!!!!!!!! COM CERTERZA, SEUS SONHOS VÃO MAIS LONGE!!!!!!!!!!!!!! abraços MAYCHEULLI PEREIRA (MICHELLE CRISTINE)
    MUITO OBRIGADA POR TUDO!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Sigo aguardando o envio da revista, acredito e confio em seu trabalho e qualidade. Que venha a QBM digital, oba!

    ResponderExcluir
  5. Vou ficar esperando o tempo que for, adoro essas revistas, tenho todas as edições.

    ResponderExcluir

QBM